Buscar
  • Iara

72 horas

1ª hora

Na mensagem veio a surpresa

Do desejo de meses atrás

Vindo do nada causou-me estranheza

E o chão faltou-me por horas

Como assim?


4ª hora

No combinado tive a certeza

Da loucura que em mim se faria

Mas o afã também trouxe leveza

E o sorriso inundou-me o dia

Como assim?


24ª hora

No caminho minha voz era canto

Disfarçava a ansiedade

Mas abria tamanho encanto

Que a espera mostrou-se eternidade

Como assim?


26ª hora

No encontro deu-se a magia

Com quem me propôs o deleite

Suas palavras meu ouvir seduzia

E o amor acompanhou-me a noite

Como assim?


38ª hora

No despertar saudou-me o abraço

Que envolto me fez companhia

A luz não lhe trouxe embaraço

E o carinho durou-me a manhã

Como assim?


48ª hora

Na sequência vivi o desmazelo

Isolado pareceu-me covarde

O silêncio escondeu meu apelo

E a distância esfriou-me a tarde

Como assim?


52º hora

No anoitecer buscou minha presença

A euforia então já passada

Entregou-me com indiferença

E o sono tomou-me a madrugada

Como assim?


60ª hora

No retorno busquei distração

Desviando meu pensamento

Ao brincar mascarei frustração

E o amigo acalmou-me o momento

Como assim?


72ª hora

No meu leito me veio a memória

Da aventura que se findaria

Virou página da minha história

E a lembrança tornou-se poesia

E foi assim...

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

(conto) Certa vez sentiu o peito chegar às costas, tamanha força que a companheira fazia para lhe prensar contra a parede. Suas discussões se tornavam cada vez mais nocivas, mais sentidas. Ela o desiq

(conto nspirado em um ser humano real) Acordou naquele dia com a sensação de que algo seria diferente, sentiu um desconforto chato. Naquela altura de sua vida, as mudanças, ainda que pequenas, exigiam

(conto) Naquele final de tarde chuvoso, chegou em casa com o desconforto de um choro seco apertando o peito. Sempre fora sensível aos dias molhados e melancólicos do agosto em Pueblo. Deixou as compra