Buscar
  • Iara

72 horas

1ª hora

Na mensagem veio a surpresa

Do desejo de meses atrás

Vindo do nada causou-me estranheza

E o chão faltou-me por horas

Como assim?


4ª hora

No combinado tive a certeza

Da loucura que em mim se faria

Mas o afã também trouxe leveza

E o sorriso inundou-me o dia

Como assim?


24ª hora

No caminho minha voz era canto

Disfarçava a ansiedade

Mas abria tamanho encanto

Que a espera mostrou-se eternidade

Como assim?


26ª hora

No encontro deu-se a magia

Com quem me propôs o deleite

Suas palavras meu ouvir seduzia

E o amor acompanhou-me a noite

Como assim?


38ª hora

No despertar saudou-me o abraço

Que envolto me fez companhia

A luz não lhe trouxe embaraço

E o carinho durou-me a manhã

Como assim?


48ª hora

Na sequência vivi o desmazelo

Isolado pareceu-me covarde

O silêncio escondeu meu apelo

E a distância esfriou-me a tarde

Como assim?


52º hora

No anoitecer buscou minha presença

A euforia então já passada

Entregou-me com indiferença

E o sono tomou-me a madrugada

Como assim?


60ª hora

No retorno busquei distração

Desviando meu pensamento

Ao brincar mascarei frustração

E o amigo acalmou-me o momento

Como assim?


72ª hora

No meu leito me veio a memória

Da aventura que se findaria

Virou página da minha história

E a lembrança tornou-se poesia

E foi assim...

6 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

poema para não ser esquecido

Ao abrir de seus olhos a cada próxima manhã Percebendo a presença pelo calor desse meu corpo Ainda morno por noites passadas Pensa que meu coração não é capaz de aquietar-se E não há espaço em viver s

sete mortes e mais uma

JAZ I Observador, relatara sobre o amor que nunca sentira. Ao encontra-lo, viu-se incapaz. JAZ II A vida, mulher carente, não deixara que aprendesse tudo, estando sempre em seu querer. Foi quando julg